sexta-feira, 11 de julho de 2014

Paul Tough | Educação Para o Século 21




Publicado em 18/06/2014
Fórum Internacional de Políticas Públicas - 2014
Entrevista: Paul Tough - Jornalista e escritor

O evento foi promovido pela OCDE, MEC e Inep em parceria com o Instituto Ayrton Senna
http://bit.ly/EducacaoSec21


reportagem
DANIELA ARAI

edição
MARÍLIA ROCHA
MAÍRA VILLAMARIN

Ecopedagogia: Procon Mirim nas Escolas do DF - Contatos

Ecopedagogia: Procon Mirim nas Escolas do DF - Contatos: Data: 11/07/2014 Saiba mais/aqui Todi Moreno:   http://todimoreno.blogspot.com.br/ “O projeto é voltado para crianças ...

domingo, 6 de julho de 2014

A Universalização do ensino da LIBRAS

LIBRAS – uma língua que educa e integra o surdo a seu ambiente
A história da comunicação com a pessoa surda é um exemplo de radicalismos que prejudicaram demais a elas próprias. Pessoalmente vivenciamos situações que, na condição de leigos, perdemos o norte e ficamos paralisados diante dos conflitos que pareciam insuperáveis, principalmente entre os defensores de alguma linguagem de sinais e a oralização. Essa tragédia foi péssima para todos, inclusive para aqueles que procuravam orientações e apoio para educar seus filhos.
Aos poucos percebemos os interesses existentes, o que só piorou a aceitação de qualquer proposta.
Felizmente os tempos mudaram no Brasil, pois além do Programa Viver sem Limite (1) e investimentos em pesquisa inclusiva no Brasil (2), para o que temos um portal excelente mostrando o que se faz, a Rede Rita[1], o EAD ganha espaço. Podemos, por exemplo, na condição de paranaense, orgulharmo-nos do trabalho maravilhoso realizado pelo SIANEE (3), um exemplo que precisa ser multiplicado com urgência, pois oferece condições de ensino a distância “on line” e “off line” para centenas de pessoas PcD espalhadas pelo Brasil.
Tudo muito bom, mas a inclusão ainda é um sonho distante.
Sentimos que nem políticos nem gerentes e pessoas próximos realmente se preocupam com a acessibilidade, inclusão e aceitação digna das pessoas com deficiência (PcD), idosos e idosas e gente com doenças transitórias. Nossas cidades são mais e mais violentas e tudo é feito para estimular um progresso material, ainda que matando e aleijando mais cidadãos e cidadãs.
O que fazer para mudar e avançar em benefício da inclusão?
Talvez o surdo seja a solução.
Temos uma proposta, o ensino regular da LIBRAS (4) desde os jardins de infância até o ensino médio, algo que poderia ser enriquecido com aulas de Braille e outras formas codificadas de comunicação.
Que benefícios teremos?
Uma das queixas contra o ensino formal é a deficiência na educação que estimule o raciocínio. O século 21 precisa desesperadamente de pessoas que saibam pensar e usar os conhecimentos que crescem exponencialmente. O cérebro humano é um tremendo computador. Exige, contudo, ser treinado e estimulado para desenvolver todas as suas capacidades.  O ensino de LIBRAS e similares será uma forma de mostrar para nossas crianças e jovens que podemos até criar códigos, mais ainda, tendo conhecimentos de comunicação universal aprender com mais facilidade outras línguas e sistemas simples até os mais complexos, tudo dependendo da profissão e atividades eleitas mais adiante. Ou seja, o ensino da LIBRAS, justamente quando a criança e o/a jovem ainda tem saúde mental e capacidade para aprender algo mais, será um fator de sucesso na vida dessas pessoas.
E o ganho social?
Professores e professoras ensinando LIBRAS para todos os seus alunos e alunas implicitamente estarão fixando em suas mentes a existência da diversidade, da necessidade de compreensão, aceitação e inclusão de todos. Não imaginamos perfeição, mas no mínimo rudimentos da Linguagem de Sinais poderão ser ministrados, mostrando a todos a possibilidade dessa forma de comunicação, eficaz até em ambientes de trabalho poluídos (ruidosos).
O pesadelo maior no mundo atual é a compreensão das limitações e ajustes pessoais, materiais, urbanísticos, familiares etc. a todos em qualquer situação e capacidade. Esse desafio pode ser vencido, exige, contudo, ações positivas e não simplesmente leis e punições contra quem não compreender a importância da inclusão.
As escolas são o espaço de educação social por excelência. Nelas há que se investir prioritariamente o que pudermos. Nesse processo que parece se viabilizar com o PNE  (5) e com a compreensão da base exposta em (6) e (7) queremos destacar a essencialidade da inclusão, nesse caso dos alunos surdos e do significado adicional desse processo.
Temos convicções pessoais em decorrência de vivência e experiências familiares e profissionais, assim iniciamos uma série de trabalhos a favor da colocação na grade regular do Ensino Fundamental (principalmente) e no Ensino Médio cadeira LIBRAS (8) com o apoio do Lions Clube de Curitiba Batel.
Junto à proposta criamos uma campanha AVAAZ (9) preliminar que pode ser desdobrada e enriquecida de diversas maneiras.
O que podemos afirmar é que a inclusão, de modo geral, está longe de ser uma realidade eficaz e geral, estando carente de ações concretas a favor das pessoas com deficiência e idosas, destacando-se nesse caso a situação do(a) surdo(a), vítima de sua invisibilidade no ambiente social.
Precisamos do apoio de todos para que evoluamos a favor da inclusão; por favor, assinem nossa proposta AVAAZ e entrem em contato conosco para outras ações possíveis.

Cascaes
6.7.2014

1. Viver sem Limite. Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência. [Online] http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/sites/default/files/arquivos/%5Bfield_generico_imagens-filefield-description%5D_0.pdf.
2. a RITA. RITA Rede de Informação em Tecnologia Assistiva. [Online] http://redeinformacaotecnologiaassistiva.wordpress.com/.
3. Serviço de Inclusão e Atendimento aos Alunos com Necessidades Educacionais Especiais. Grupo UNINTER. [Online] http://www.grupouninter.com.br/centrouniversitario/sianee.php.
4. LIBRAS - LEI Nº 10.436, DE 24 DE ABRIL DE 2002. Planalto - Presidência da República. [Online] http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10436.htm.
5. Plano Nacional de Educação - PNE. MEC. [Online] 2014. http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&id=16478&Itemid=1107.
6. PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Ministério da Educação. [Online] http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/pne.pdf.
7. Santana, Ana Elisa. PNE: 10 perguntas para tirar suas dúvidas sobre o Plano Nacional de Educação. EBC. [Online] 1 de 7 de 2014. http://www.ebc.com.br/educacao/2014/07/entenda-o-pne.
8. Proposta e discussão sobre a LIBRAS na grade escolar do Ensino Fundamental e Médio. Ensino e literatura século 21. [Online] 5 de 7 de 2014. http://ensino-e-literatura.blogspot.com.br/2014/07/proposta-e-discussao-sobre-libras-na.html.
9. Cascaes, João Carlos. Campanha a favor da introdução da LIBRAS nos Ensinos Fundamental e Médio. http://ensino-e-literatura.blogspot.com.br/. [Online] 5 de 7 de 2014. https://secure.avaaz.org/po/petition/Senadores_Deputados_Ministros_e_Presidencia_do_Brasil_LIBRAS_na_grade_escolar_do_Ensino_Fundamental_e_do_Ensino_Medio/.






[1] RITA Rede de Informação em Tecnologia Assistiva
O principal objetivo da rede RITA é proporcionar acesso aos recursos informacionais, incluindo ajudas técnicas e prestação de serviços de intervenção tecnológica, que visam à melhoria das funcionalidades de pessoas com deficiência.
Acreditamos que o acesso democrático à informação é fonte de maior independência, qualidade de vida e inclusão social. Visamos primordialmente à ampliação da comunicação, mobilidade, controle do ambiente, habilidades de seu aprendizado, trabalho e integração das pessoas com deficiência em todos os espaços de sociabilidade: família, amigos, associações, cultura, arte, lazer e sociedade.

terça-feira, 1 de julho de 2014

Documentário - A vida de Oliviero Toscani

Enviado em 03/10/2011 Trabalho Feito pelos Alunos de Comunicação Social/Jornalismo da UFAC (Universidade Federal do Acre) Edição: Bernardo Francklis Categoria Educação Licença Licença padrão do YouTube