sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

I Conferência Livre do Fórum Estadual de Educação - PR


Prezados amigos e amigas
Elizanete Favaro Favaro
23:38 (9 horas atrás)
para jleiteplatinanogbroncaCarlaClodoaldoCayoDinizfernandabruni2.Joaomimleomar.zmiprosdocimoMauroarqmesquitarteixeira38regiane.maturovivianTerezinha
   
Traduzir mensagem
Desativar para: inglês
Segue programação: I Conferência Livre do Fórum Estadual de Educação - PR

A primeira conferência livre promovida pelo Fórum Estadual de Educação do Paraná tem por objetivo iniciar os debates preparatórios às conferências municipais, intermunicipais, estadual e nacional de Educação (CONAE-2014).
Dia 1 de março de 2013
8h 30 - Abertura
9h - 12h30 - Mesa de debates: A Conferencia Nacional de Educação: O Plano Nacional de Educação e o Regime de Colaboração
Professor Francisco das Chagas Fernandes - Secretário Executivo Adjunto do MEC e Coordenador do Fórum Nacional de Educação
Professor Ângelo Ricardo de Souza – Professor e pesquisador da UFPR
Professora Andrea Barbosa Gouveia – Professora e pesquisadora da UFPR
Representante da Secretaria de Estado da Educação do Paraná.
Local: Anf. 100 – Edifício D. Pedro I – Setor de Educação – UFPR
Rua General Carneiro, 460 – Curitiba – PR
Inscrições: http://www.educacao.ufpr.br/?q=node%2F438 ou horário e local do evento.
Número de vagas: 200
Será emitido certificado de evento de extensão da UFPR.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Saber ler - uma proposta de ação do Lions Internacional

Há cerca de 800 milhões de pessoas ao redor do mundo hoje que não sabe ler. Este fato é assombroso devido à importância da capacidade de ler para a aprendizagem e o desenvolvimento. A alfabetização não apenas forma a base para o sucesso acadêmico, ocupacional, social e individual, mas também pode dar poder a comunidades para lutar contra a pobreza, reduzir a mortalidade infantil, conquistar a igualdade de gênero e assegurar a paz e a democracia. http://www.lionsclubs.org/PO/member-center/membership-and-new-clubs/global-membership-team/presidents-theme/RAP/why-reading.php

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Lions e a Educação


Prezados Leões,

Estou escrevendo esta mensagem para vocês enquanto de visita a nossa sede em Oak Brook, IL, EUA, onde a temperatura lá fora é de -11º C (12º F). Mas o clima, seja ele de frio, calor, chuva ou neve, nunca deteve os Leões. Em um mundo de prestação de serviços, "Nós servimos" sob qualquer clima no mundo todo.

Uma das nossas realizações mais significativas de serviço este ano é oPrograma de Atividade de Leitura (RAP). Até o momento, já foram concluídos 46.000 projetos do RAP neste ano Leonístico. Isto significa que centenas de milhares de pessoas estão aprendendo a ler ou recebendo materiais para aprimorar os seus estudos devidos aos esforços dos Leões. Ao mesmo tempo, fiquei surpreso de saber em algumas das minhas visitas recentes sobre clubes que não tinham ainda planejado um projeto. O RAP é uma excelente maneira de atender a uma necessidade que existe virtualmente em todas as comunidades do mundo, e uma vez que a Diretoria concordou em tornar o RAP uma iniciativa de serviço prolongada pelos próximos 10 anos, agora é o momento de iniciar um programa na sua comunidade. É fácil e vale muito a pena. Consulte o guia do RAP para começar.

RAP e outras atividades de serviço são o pilar principal do que essencialmente somos e do que fazemos, além de requisito tanto para o Prêmio de Excelência de Clube e Prêmio de Excelência da Equipe do Governador. Como temos cinco meses pela frente, ainda há tempo para se atingir ambos.   Dois elementos muito importantes do Prêmio de Excelência de Clube, o questionário "Como você classificaria o seu clube?" e a Avaliação das Necessidades Comunitárias, oferecem ao clube ferramentas e informações que ajudam a assegurar o sucesso contínuo. Vamos começar hoje.  

clube ou distrito devem também estar se preparando para a terceira "Parada nos Boxes." Os presidentes de clubes e governadores de distritos têm me dito que as paradas nos boxes têm sido de muito valor até agora neste ano. A parada nos boxes de março é quando os presidentes de clubes, entre outras coisas, conferem se os sócios dos seus clubes já se inscreveram para as convenções de distrito e distrito múltiplo e os governadores de distritos se asseguram de os clubes estejam em dia com suas obrigações antes da nossa Convenção Internacional.

Este também é o momento de você acelerar os seus esforços para recrutar novos sócios. Até o momento neste ano, temos 113,140 novos sócios e 727 novos clubes. Os governadores de distritos ainda dispõem de tempo para se qualificarem para o Prêmio Círculo dos Vencedores (níveis Dourado, de Prata ou de Bronze).

Por último, é com grande orgulho que anuncio os vencedores do Concurso do Cartaz sobre a Paz e de Redação para Cegos. Parabéns à Ganhadora do Grande Prêmio do Cartaz sobre a Paz Jenny Park, 13 anos, patrocinada pelo Northridge Lions Club, Califórnia, EUA e à Vencedora do Concurso de Redação para Cegos de Lions Internacional Maura Loberg, 11 anos, patrocinada pelo Wayne Lions Club, Nebraska, EUA. Ambas as meninas foram convidadas para participar da próxima Convenção de Lions Clubs International em Hamburgo, Alemanha.

Não importa as condições climáticas que você esteja enfrentando, agora é o momento de turbinar os motores na medida em que nos aproximamos da linha de chegada. Você verá a bandeirada da chegada deste ano em apenas cinco meses.

Cordialmente,

Companheiro Wayne Madden 

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Treinamento permanente em segurança e nossas escolas e crianças, jovens e adultos


Treinamento  permanente em segurança
O incêndio da Boate Kiss, o massacre do Realengo, grandes acidentes e as estatísticas brasileiras demonstram a necessidade de se tratar a questão da segurança com mais seriedade e profissionalismo. A educação deve começar em casa, na escola desde os primeiros anos e na mídia, paga ou eventual, ensinando procedimentos de prevenção, comportamentos em casos de acidentes e primeiros socorros.
Acompanhando o dia a dia das escolas sentimos que muito pode ser feito pelos responsáveis pela Educação, desde reformas físicas nas escolas, boa manutenção até a introdução desse desafio no programa didático/pedagógico.
ONGs e clubes de serviço assim como voluntários eventuais (exemplo (Tenente Oberdan Pereira da Silva)) podem evitar todo tipo de tragédia assim como entidades tais como os CREAs, Defesa Civil, prefeituras etc. desde que cumpram com rigor suas atribuições.
Evidentemente é impossível zerar situações de risco, mas podem ser reduzidas ao extremo. Naturalmente tudo passa pelo resgate de dezenas de milhões de brasileiros urbanizados à força do desemprego na área rural. Essa situação exige a participação da grande mídia, nem que seja descontando do Imposto de Renda, como acontece com o horário eleitoral.
O conflito em Santa Catarina e uma facção criminosa demonstra o abismo social em que mergulhamos. Erros brutais (em todos os sentidos) na política carcerária transformam presos comuns em bandidos tenebrosos e viabilizam, considerando os trâmites judiciários, um escalonamento de privilégios de julgamento em função do poder político e/ou econômico do criminoso. Que exemplo temos para querer melhorar a qualidade de vida do povo brasileiro?
Estamos tendo progressos, mas a que preço e de que maneira.
A realização da Copa do Mundo no Brasil aponta um roteiro de cuidados que não têm os brasileiros como prioridade. A vida dos turistas estrangeiros e dos caciques da FIFA merecem bilhões de reais de investimentos, e nós?
Ano a ano os exemplos de incoerência se acumulam. O que importa é a vontade de especuladores e banqueiros. Nossa Presidenta fez muito, as pressões para que mude de diretrizes são enormes...
Segurança é assunto diário. Basta ver as cercas eletrificadas, muros enormes, carros com vidro escurecido, medo e comportamento de quem teme um assalto ou assassinato. Enquanto só olhamos para nossas necessidades esquecemos que as cidades estão rodeadas de gente em situação de desespero, potenciais criminosos. Ao viajarmos ficamos assustados com a quantidade de acidentes nas estradas. Nas cidades não é raro cruzarmos com pessoas deitadas sobre o próprio sangue.
O que falta?
De diversas maneiras, com tudo o que forma um quadro de convivência harmoniosa, todos podem contribuir e, quem sabe, em poucos anos trazer o Brasil para um nível razoável.
Para começar as secretarias de educação e o MEC deveriam rever programas de ensino e educação. Não faz sentido a criança só descobrir o que é insegurança quando jovem ou adulto descobrir que é vítima do que deixou de aprender quando podia.
Cascaes
9.2.2013
Cascaes, J. C. (s.d.). Tenente Oberdan Pereira da Silva. Fonte: Projeto Liberdade em Ação: http://projetoliberdadeemcolombo.blogspot.com.br/2012/09/palestrante-na-semana-de-seguranca.html