sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Coordenadas do Colégio Estadual Jardim Esperança



Endereço: RUA MARIA RAZOTO ALBERTI Número: 57
Localização Geográfica:
Bairro: JARDIM ESPERANCA Zona: URBANA Cep: 83.402-490

Read more: http://colegioesperanca.webnode.com.br/colegio%20estadual%20jardim%20esperan%C3%A7a-/
Create your own website for free: http://www.webnode.com.pt

A origem do Colégio Estadual Jardim Esperança e documento a ser entregue ao SEED



Uma visita técnica



A qualidade do Colégio Est Jardim Esperança

Salas de aula

Discutindo hipóteses de melhoria para o Col Est Jardim Esperança

O LCC Batel e o Col Est Jardim Esperança



Visitando e observando detalhes do Col Est Jardim Esperança







O pronunciamento do Secretário Dr. Flávio Arns







quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Em Colombo - Paraná







Visitando e conhecendo o Parque da Uva






Iniciando atividades




O Grêmio Estudantil Nova Geração, do Colégio Estadual Jardim Esperança, desenvolveu sua ação no "Projeto Dia ' D´ do Plantio de Árvores", em 21 de setembro, no período da manhã.
Filmagens feitas pelo LCC Batel.
A Prefeitura Municipal de Colombo esteve presente no colégio em 20/09/2011, com os técnicos representantes da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Vilmar Henemann e Celso Borgs. Estes disponibilizaram a doação de 30 mudas da árvore "Ipê" para serem plantadas, além dos materiais a serem utilizados e terra.
O local para o plantio das mudas foi o Bosque da Uva, Parque Municipal da Uva, , próximo à Santa Casa de Misericórdia de Colombo.

Nossa intenção para a participação no Projeto era o plantio de pelo menos 100 mudas, mas esta quantidade, mesmo que inferior, vem simbolizar o comprometimento do colégio e do grupo do Grêmio Estudantil com o meio ambiente, dentro das condições existentes.

Professora Geane Poteriko.
Coordenadora do Grêmio Estudantil
Colégio Estadual Jardim Esperança

Grêmio Estudantil Nova Geração

Estudantes , técnicos e autoridades no plantio de árvores em Colombo

Formação de LEO Clube em Colombo

Plantio de árvores pelo Grêmio Estudantil Nova Geração

Um militante ambientalista

Plantando mudas no bosque

Coordenadas importantes de um excelente grêmio estudantil

Retornando à Curitiba

terça-feira, 20 de setembro de 2011

CONCURSO DE CARTAZ SOBRE A PAZ

CONCURSO DE CARTAZ SOBRE A PAZ

Lions Clube International
Colégio Estadual Jardim Esperança


COMITÊ PELA PAZ

  OBJETIVOS:
- Divulgar o Concurso de Cartaz
- Motivar os alunos participantes
- Difundir o tema “Paz” através de materiais sobre o assunto


PARTICIPANTES

- DIRETORIA DO GRÊMIO NOVA GERAÇÃO – 12 integrantes
Adima, Ingrid, Camile, Francielly, Elisiane, Ana Maria, Guilherme, Benito, Marcos, Douglas, Alysson, Ewerton

- EQUIPE DE PROFESSORES DO COLÉGIO – 28 integrantes
Geane (Grêmio, Inglês) - Élcio (Grêmio, Geografia), Christine (Direção), Márcio (Direção) - Adriano (Sociologia) - Bruno (Soc. Filosofia) - Claudinei (Língua Portuguesa) - Divonzir (Matemática) - Elaine (Língua Portuguesa) - Eloize (Geografia) - Florisvaldo (Língua Portuguesa) - Francisco (Inglês) - Inês (Química) - Ivone (História/Ens.Religioso) - Joice (Ciências) - Luciane (Matemática) – Rodolfo (Ed. Física) - Maria Alice (Geografia) - Maria Aparecida (Ed. Física) - Maria Cecilia (Biologia) - Miriam (Artes) - Risomar (Matemática) - Rosana (Historia) - Sérgio (Arte) - Taciany (Física) - Terezinha (História) - Waldineia (Ciências) - Wolney (Química)

- COMITÊ DA PAZ – 10 integrantes
Ingrid (7ª A) - Kamila (7ª A) - Surylaine (7ª A) - Taynara (7ª D) - Murilo (7ª D) - Mariana (7ª D) - Juliana (7ª D) - Tainá (7ª C) - Liandra (7ª C) - Natália (7ª C)


TOTAL DE CAMISETAS:
50 unidades

Professora Geane Poteriko.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Notícias do Grêmio de estudantes do Colégio Estadual Jardim Esperança

Olá, Cascaes,

Que ótimas notícias!
Teremos uma reunião com o Grêmio, provavelmente sexta ou segunda.
Gostaria de consultá-los. Retornarei com um parecer sobre a data o quanto antes.

Amanhã haverá um compromisso para Adima e outros líderes do Grêmio, a Francielly (tesoureira) e Guilherme (diretor de esportes). Estes dois alunos, a propósito, lideraram o trabalho da banca do Grêmio na Festa da Primavera. Foi impressionante a dedicação deles, fiquei até emocionada! Pois bem, os três irão até a Assembleia Legislativa receber o dinheiro para concluir o Registro do Grêmio em cartório (R$170,00). Isto foi aprovado ontem, ficamos muito empolgados, pois o objetivo de registrar legalmente o Grêmio vem desde a fundação deste movimento estudantil.

Outra coisa. Gostaria de compartilhar uma ação que quero fazer (imediatamente rss) no colégio. Ressalto que ainda não mencionei com ninguém, pois tive a ideia há pouco.
Eu gostaria de fazer uma grande mobilização sobre o "Concurso de Cartazes sobre a Paz". No primeiro dia de trabalho em sala, quando desenvolvemos a 1. etapa, na qual os alunos iniciaram o processo de criação de suas ideias (esboço) para os desenhos, a animação deles foi enorme. No entanto, após toda este empenho e difícil trabalho para a organização da Festa da Primavera, penso que o concurso ficou um pouco "apagado". Coloco entre parênteses porque muitos alunos questionam quando continuaremos a próxima etapa, em que momento poderão criar seus desenhos etc. Mas eu acho que é necessário dar uma "balançada geral" na galera, principalmente porque se trata de alunos mais novos e inexperientes.

Portanto, pensei o seguinte:

- Transformar o espaço escolar com detalhes sobre a paz.

Nada tão complicado. Pensei em, primeiro, fazer vários panfletos (em sulfite mesmo) divulgando o concurso, para colocar em todas as salas e no pátio. Normal. Aqueles informativos para os pais que o CL. João Santos fazem parte também (recebemos 50 cópias, vamos reproduzir o restante). A equipe pedagógica achou conveniente aguardar o término do período da Festa da Primavera apara entregar os panfletos aos pais dos alunos e assim focar neste projeto.

Depois, algum tipo diferente de divulgação: faixa, cartazes maiores, algo assim. Pedirei aos alunos (pelo menos em minhas turmas) trabalhos específicos sobre o tema paz e pensei também em fazer alguns murais. Vou pedir colaboração dos professores de Artes e do Grupo de Teatro, com o Ewertom (ele é cheio de ideias!). Pedirei à equipe pedagógica que solicitem aos professores para tentar "encaixar" o tema nas aulas, em um trabalho interdisciplinar. Esta é a proposta desde o início. Poderei até sugerir alguns materiais, atividades etc, e pedir apoio dos professores mais interessados, e "acessíveis". Posso pesquisar materiais também.

O Grêmio deverá auxiliar em todo este processo, iniciando com a decoração temática do colégio e a divulgação do Concurso. Quero fazer vídeos com filmagens dos alunos falando sobre o que acham da Paz, o que sabem da Paz, de acordo com a temática do Concurso, e gostaria de exibir o material nos horários do recreio, ou nas aulas mesmo, pelo DataShow, como um tipo de "Sessão Cinema". Eles adoram se ver na "tela", acho que isso será bem motivador.

Penso que estas ações podemos fazer. Vou apresentar cada item na pauta da reunião do Grêmio para aprovação dos diretores.

Gostaria de saber a possibilidade do Lions nos ajudar com camisetas. Achei que seria extremamente motivador criar camisetas sobre a Paz.

Peço colaboração porque tivemos muitas dificuldades para fazer as camisetas do Grêmio, ficaram caras e tentamos inúmeras vezes reduzir o preço, então demorou semanas para ficarem prontas.
E, ainda, não conhecemos lugares mais acessíveis. Então, peço por gentileza que verifique a possibilidade de uma parceria para confecção de camisetas.

Não pensei em quantidade específica, talvez seja adequado montarmos uma "Comissão pela Paz" com um grupo dos alunos mais interessados e com perfil de líderes, para ajudarem a fazer a divulgação do concurso e conscientização sobre a importância do tema para as crianças.

É apenas uma sugestão. Se você julgar inadequadas tais ações, ou se não for possível a parceria para a confecção das camisetas, ou mesmo tiver outras ideias para este trabalho de motivação e incentivo dos alunos, peço que compartilhe conosco. Sua sensatez e competência nos projetos dos quais participa é algo que admiro e respeito imensamente.

Bem, vamos conversando e amadurecendo estas propostas de ação.

Mais uma vez, agradeço a ajuda.

Você, e o Lions Clube, possuem para o grupo engajado do Colégio Jardim Esperança, dentre este o Grêmio Nova Geração, uma importância que talvez não possam calcular.
Lembre-se de que você "lançou a semente", começou tudo. Penso que sem a sua iniciativa, este primeiro passo, tudo estaria sendo mais difícil, e até mesmo não teríamos conseguido tantos resultados positivos.

Um grande abraço,

Geane.
15/09/2011



--------------------------------------------------------------------------------
From: jccascaes@onda.com.br
To: gepoteriko@hotmail.com
CC: associadoslionsbatel@yahoogrupos.com.br
Subject: Re: Olá
Date: Thu, 15 Sep 2011 08:44:25 -0300


Geane

Sou responsável pelo LEO de vocês, junto com o João.
Estou com a garganta estourada, mas na próxima semana, se estiver melhor, quero dar um pulinho aí para falar com o Grêmio.
Quando seria o dia e hora ideais?
Vocês são importantes.

Abraços

Cascaes
15.9.2011
----- Original Message -----
From: Geane Poteriko
To: João Cascaes
Sent: Thursday, September 15, 2011 8:18 AM
Subject: Olá


Olá, Cascaes, como vai?

Ontem vi uma chamada sua no celular.
Estou trocando de apartamento, ontem eu estava encaixotando móveis e pertences, então acabei deixando o celular "encostado", e não ouvi a chamada. Desculpe.

Estou no aguardo do retorno do João Santos, ou seu, sobre o LEO Clube, para os próximos passos.

Concluímos a festa da primavera bastante satisfeitos. Já disponibilizei os registros na wiki. Vou publicar a Prestação de Contas também, ainda não peguei o arquivo. O Grêmio arrecadou R$ 90,00, não foi tanto em valor, mas para eles foi uma experiência importante. Para o colégio, o lucro foi cerca de R$ 1.689,61. Superou os valores do ano passado.

http://gepoteriko.pbworks.com/w/page/44184399/FESTA%20DA%20PRIMAVERA

http://gepoteriko.pbworks.com/w/page/45523131/FESTA%20DA%20PRIMAVERA%20-%20FOTOS

Aguardo seu retorno.

Abraços,

Geane.
15/09/2011

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Comentando desabafo da Professora Vanessa Storrer, professora da rede municipal de Curitiba




Sou professora do Estado do Paraná e fiquei indignada com a reportagem da jornalista Roberde Abreu Lima, "Aula Cronometrada". É com grande pesar que vejo quão distante estão seus argumentos sobre as causas do mau desempenho escolar com as VERDADEIRAS razões que geram este panorama desalentador.
Não há necessidade de cronômetros, nem de especialistas para diagnosticar as falhas da educação. Há necessidade de todos os que pensam que "os professores é que são incapazes de atrair a atenção de alunos repletos de estímulos e inseridos na era digital" entrem numa sala de aula e observem a realidade brasileira.

Que alunos são esses "repletos de estímulos" que muitas vezes não têm o que comer em suas casas quanto mais inseridos na era digital? Em que pais de famílias oriundas da pobreza trabalham tanto que não têm como acompanhar os filhos em suas atividades escolares, e pior, em orientá-los para a vida?
Isso sem falar nas famílias impregnadas pelas drogas e destruídas pela ignorância e violência, causas essas que infelizmente são trazidas para dentro da maioria das escolas brasileiras.
Está na hora dos professores se rebelarem contra as acusações que lhes são impostas. Problemas da sociedade deverão ser resolvidos pela sociedade e não somente pela escola.
Não gosto de comparar épocas, mas quando penso na minha infância, onde pai e mãe, tios e avós estavam presentes e onde era inadmissível faltar com o respeito aos mais velhos, quanto mais aos professores e não cumprir as obrigações, fossem escolares ou simplesmente caseiras, faço comparações com os alunos de hoje "repletos de estímulos".
Estímulos de quê? De passar o dia na rua, não fazer as tarefas, ficar em frente ao computador, alguns até altas horas da noite (quando o têm), brincando no Orkut ou, o que é ainda pior, envolvidos nas drogas. Sem disciplina, seguem perdidos na vida.
Realmente, nada está bom. Porque o que essas crianças e jovens procuram é amor, atenção, orientação e disciplina.
Rememorando o que tínhamos nós, os mais velhos, há uns anos atrás de estímulos? Simplesmente: responsabilidade, esperança, alegria.
Esperança de que, se estudássemos, teríamos uma profissão, seríamos realizados na vida.
Hoje os jovens constatam que, se venderem drogas, vão ganhar mais. Para quê o estudo?
Por que, numa época com tantos estímulos, não vemos olhos brilhantes nos jovens?
Quem, dos mais velhos, não lembra a emoção de somente brincar com os amigos, de ir aos piqueniques, subir em árvores?
E, nas aulas, havia respeito, amor pela pátria... Cantávamos o hino nacional diariamente, tínhamos aulas "chatas" só na lousa e sabíamos ler, escrever e fazer contas com fluência.
Se não soubéssemos, não iríamos para a 5ª série. Precisávamos passar pelo terrível, mas eficiente, "exame de admissão". E tínhamos motivação para isso.
Hoje, professores "incapazes" dão aulas na lousa, levam filmes, trabalham com tecnologia, trazem livros de literatura juvenil para leitura em sala-de-aula (o que às vezes resulta em uma revolução), levam alunos à biblioteca e a outros locais educativos (benza, Deus, só os mais corajosos!) e, algumas escolas públicas, onde a renda dos pais comporta, até a passeios interessantes, planejados minuciosamente, como ir ao Beto Carrero...
E, mesmo, assim, a indisciplina está presente, nada está bom. Além disso, esses mesmos professores "incapazes" elaboram atividades escolares como provas, planejamentos, correções nos fins-de-semana, tudo sem remuneração.
Todos os profissionais têm direito a um intervalo que não é cronometrado quando estão cansados.
Professores têm 10 minutos de intervalo, quando têm de escolher entre ir ao banheiro ou tomar às pressas o cafezinho. Todos os profissionais têm direito ao vale alimentação, mas professor tem que se sujeitar a um lanchinho, pago do próprio bolso, mesmo que trabalhe 40 horas semanais.
E a saúde? É a única profissão que conheço que, embora apresente atestado médico, tem que repor as aulas. Plano de saúde? Muito precário!
Há de se pensar, então, que são bem remunerados... Mera ilusão! Por isso, cada vez vemos menos profissionais nessa área, só permanecem os que realmente gostam de ensinar, os que estão se aposentando e estão perplexos com as mudanças havidas no ensino nos últimos tempos e os que aguardam uma chance de "cair fora".
Todos devem ter vocação para Madre Teresa de Calcutá, porque, por mais que se esforcem em ministrar boas aulas, ainda ouvem alunos chamá-los de "vaca", "puta", "gordos", "velhos", entre outras coisas. Como isso é motivante e temos ainda que ter forças para motivar. Mas, ainda não é tão grave.
Temos notícias, dia-a-dia, até de agressões a professores por alunos. Futuramente, esses mesmos alunos, talvez agridam seus pais e familiares.
Lembro de um artigo lido, na revista Veja, de Cláudio de Moura Castro, que dizia que um país sucumbe quando o grau de incivilidade de seus cidadãos ultrapassa um certo limite.
E acho que esse grau já ultrapassou. Chega de passar alunos que não merecem. Assim, nunca vão saber por que devem estudar e se comportar na sala de aula; se passam sem estudar mesmo, diante de tantas chances, e com indisciplina... E isso é um crime! Vão passando série após série, e não sabem escrever nem fazer contas simples. Depois a sociedade os exclui, porque não passa a mão na cabeça. Ela é cruel e eles já são adultos.
Por que os alunos do Japão estudam? Por que há cronômetros? Os professores são mais capacitados? Talvez, mas o mais importante é porque há disciplina.
E é isso que precisamos e não de cronômetros. Lembrando: o professor estadual só percorre sua íngreme carreira mediante cursos, capacitações que são realizadas, preferencialmente aos sábados. Portanto, a grande maioria dos professores está constantemente estudando e se aprimorando. Em vez de cronômetros, precisamos de carteiras escolares, livros, materiais, quadras-esportivas cobertas (um luxo para a grande maioria de nossas escolas), e de lousas, sim, em melhores condições e em maior quantidade.
Existem muitos colégios nesse Brasil afora que nem cadeiras possuem para os alunos sentarem. E é essa a nossa realidade! E precisamos também urgentemente de educação, para que tudo que for fornecido ao aluno não seja destruído por ele mesmo.
Em plena era digital, os professores ainda são obrigados a preencher os tais livros de chamada à mão: sem erros, nem borrões (ô, coisa arcaica!), e ainda assim se ouve falar em cronômetros.
Francamente!!!
Passou da hora de todos abrirem os olhos e fazerem algo para evitar uma calamidade no país, futuramente. Os professores não são culpados de uma sociedade incivilizada e de banditismo, e finalmente, se os professores até agora não responderam a todas as acusações de serem despreparados e "incapazes" de prender a atenção do aluno com aulas motivadoras, é porque não tiveram TEMPO.
Responder a essa reportagem custou-me metade do meu domingo, e duas turmas sem as provas corrigidas.
Vamos fazer uma corrente via internet, e repassar a todos os seus contatos. Grata!

Vamos começar uma corrente nacional que pelo menos dê aos professores respaldo legal quando um aluno o xinga, o agride...
Chega de ECA que não resolve nada, chega de Conselho Tutelar que só vai a favor da criança e do adolescente (capazes às vezes de matar, roubar e coisas piores)!
Chega de salário baixo! Todas as profissões e pessoas passam por professores, deve ser a carreira mais bem paga do país, afinal os deputados que ganham 67% de aumento tiveram professores, até mesmo os "alfabetizados funcionais".
Pelo amor de Deus, somos uma classe com força!!! Somos politizados, somos cultos, não precisamos fechar escolas, fazer greves, vamos apresentar um projeto de Lei que nos ampare e valorize a profissão.

Vanessa Storrer, professora da rede municipal de Curitiba

terça-feira, 13 de setembro de 2011

I Conferência Municipal de Educação de Curitiba - I CMEC


Terezinha Lima IBDa para JoséHellenJussaramimRicardoGilmarValdeneiaCilmaracontatoatletico
mostrar detalhes 10:52 (1 hora atrás) 
 
----- Original Message -----
Sent: Monday, September 12, 2011 10:28 AM
Subject: Re: Conferência

Bom dia Terezinha,

A I Conferência Municipal de Educação de Curitiba - I CMEC, coordenada pela Secretaria Municipal da Educação - SME e pelo Conselho Municipal de Educação - CME, tem como finalidade principal o envolvimento dos diversos segmentos educacionais da cidade de Curitiba na discussão de temas que subsidiarão a implementação de políticas públicas educacionais voltadas à Qualidade Social da Educação e que servirão de base à construção do Plano Municipal de Educação. 


           Para maiores esclarecimentos trago alguns artigos do Regulamento da I CMEC que esclarecem sobre às dúvidas suscitadas pela sua entidade:

     Art. 6.º  A I CMEC será precedida por Ciclo de Palestras Preparatórias, Etapa Local e Etapa Regional.

Art. 7.º O Ciclo de Palestras Preparatórias à I CMEC será fundamentado nas temáticas relacionadas no art. 4.º deste Regulamento.

Art. 8.º A Etapa Local acontecerá nas instituições de educação e ensino, públicas e privadas, e nas demais organizações da sociedade civil envolvidas, entre as datas de 15 de agosto a 30 de setembro de 2011, consistindo na realização de estudos, discussões e elaboração de relatório sobre as temáticas da I CMEC.

§ 1.º Caberá às instituições de educação e ensino públicas e privadas edemais organizações da sociedade civil envolvidas viabilizar a realização da Etapa Local, com base nas palestras preparatórias, nas orientações da Comissão Executiva Organizadora, recebidas em reuniões das regionais, e no material de referência que será disponibilizado no site <www.cidadedoconhecimento.org.br>, composto de: 

I.      Diagnóstico da Educação no Município de Curitiba;
II.     Síntese de Propostas elaboradas na Semana de Estudos Pedagógicos da Rede Municipal de Ensino em 2010;
III.        Textos de autoria dos palestrantes do Ciclo de Palestras Preparatórias;
IV.   Projeto de Lei referente ao Plano Nacional de Educação – 2011-2020.

§ 2.º O relatório da Etapa Local deverá ser encaminhado à subcomissão de cada uma das nove regionais da cidade, até o dia 30 de setembro de 2011, para os e-mails específicos da  I CMEC – Etapa Regional, contendo:

I.        inscrição de representantes para a Etapa Regional, com a preferência de participação nos grupos temáticos;
II.       máximo de 5(cinco) propostas;

§ 3.º Os representantes indicados e inscritos para participar da Etapa Regional serão:

I.        3(três) representantes de cada instituição de educação e ensino, sendo 1(um) gestor em educação, 1(um) trabalhador em educação e 1(um) usuário da sociedade civil, sendo pai ou estudante maior de 16 anos;
II.       3(três) representantes de cada área ou regional das Secretarias Estadual e Municipal da Educação e da equipe interna do Conselho Municipal de Educação de Curitiba.
III.     3(três) representantes de cada departamento, setor e coordenadoria do nível central das Secretarias Estadual e Municipal da Educação;
IV.   1(um) representante para cada uma das demais organizações da sociedade de civil.

§ 4.º A sistematização das 5 (cinco) propostas contidas no relatório da Etapa Local será efetivada por subcomissão de relatoria.

Art. 9.º A Etapa Regional ocorrerá nas nove regionais da cidade de Curitiba, sob a coordenação geral do chefe do núcleo regional de educação municipal compreendendo a apresentação e discussão da sistematização das proposições da Etapa Local, a elaboração da síntese das discussões e a tirada de delegados e de observadores por segmento.

§ 1.º A Etapa Regional ocorrerá simultaneamente, das 8h às 13h, no dia 22 de outubro de 2011, nas regionais Boqueirão, Cidade Industrial de Curitiba, Pinheirinho, Portão e Santa Felicidade e, no dia 29 de outubro de 2011, simultaneamente nas regionais Bairro Novo, Boa Vista, Cajuru e Matriz.  

O relatório com as 5 proposições e a inscrição de 1(um) representante da entidade deverá ser encaminhado para o e-mail da regional a qual pertence sua instituição (o relatório a ser preenchido, segue em anexo).

A pessoa inscrita concorrerá, na Etapa Regional, às vagas de delegados.

Segue, em anexo, orientações gerais da I CMEC.

Obs. Os endereços de e-mails estão no documento, em anexo,Correspondência 01.

Att.

Rosane Terezinha Draghetti
Comissão Executiva Organizadora 

Fone: 3350-3118

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Um bom exemplo - um exemplo excelente de cidadania

Olá, Cascaes

Poderia ver este texto? Fiz uma breve análise do desempenho do colégio no IDEB.

http://gepoteriko.pbworks.com/w/page/45102198/IDEB%20-%20JARDIM%20ESPERAN%C3%87A

A propósito, os pisos já foram colocados na sala do Laboratório de Informática.
Agora só falta o recebimento dos móveis, que está sendo cobrado intensamente ao NRE.

Um fato interessante é que o diretor Márcio não conseguiu contratar um pedreiro para fazer a obra, não foi encontrado nenhum com horário disponível; tentou mobilizar alguns pais de alunos, no entanto, os horários disponíveis dos que se propuseram a ajudar também não colaboravam. Devido ao caráter urgente da obra, no final de semana passado o diretor e sua esposa vieram pessoalmente até o colégio e fizeram eles mesmos a colocação dos pisos. Márcio ressaltou que não seria justo ficar este material parado, depois de tanto empenho para consegui-lo, então ele mesmo fez o que precisava.

Confesso que foi a única vez, desde que entrei na rede estadual da educação, que vejo um ato desses por parte de um diretor! Ficamos todos mto satisfeitos e motivados!

Arrecadamos muitas coisas na gincana com os alunos! Veja só o resultados parcial com o que foi arrecadado:
http://gepoteriko.pbworks.com/w/page/45098337/PONTUA%C3%87%C3%83O%20DA%20GINCANA

Abraços,

Geane.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Um roteiro importante - para quem ainda duvida da importância da boa redação

----- Original Message -----
Sent: Thursday, September 01, 2011 9:47 AM
Subject: *** SPAM ***Como Redigir Documentos Corporativos - Comunicação Empresarial Escrita - Vagas Limitadas

Como Redigir Documentos Corporativos - Comunicação Empresarial Escrita
26 de setembro de 2011 em São Paulo


Local:
Plazza Inn American Loft (Sujeito a Alteração)
Rua Turiassú, 1863
Perdizes - São Paulo – SP
Referência: em frente ao Clube do Palmeiras – Parque Antártica

A quem se destina:
Profissionais que necessitam ou desejam aprimorar suas habilidades de escrita

Objetivos
- Busca de uma linguagem eficiente para os textos empresariais
- Identificação dos principais obstáculos a uma comunicação eficaz
- Conhecer as principais técnicas e os passos para elaborar redações e uma boa mensagem
- os tipos de textos existentes (descrição, narração e dissertação) e como empregá-los
- Elaborar os principais documentos empresariais: relatório, ata, procuração, carta, e-mail e requerimento

Programa

Padrões de linguagem
. A força da palavra
. Linguagem eficiente
. Vícios de linguagem
. Erros comuns
. Convenções
. Alguns sinais de pontuação
. Parágrafo - unidade de composição
. Manual de Redação

O processo da comunicação escrita
. Pesquisando o assunto
. Indicação de fontes
. Situações que interferem na leitura
. Ter medo é uma coisa normal
. Fases da boa redação

Qualidades do texto informativo
. Características de uma boa mensagem
. Clareza e simplicidade
. Concisão e objetividade
. Encadeamento coerente e unidade
. Criatividade
. Imparcialidade
. Tipos de texto
. Descrição
. Descrição de processo
. Narração
. Dissertação

Relatório, atas e procuração
. Como escrever um relatório
. Partes de um relatório
. Para que serve um relatório
. Apresentação de um relatório
. Como escrever uma ata de reunião
. Para que serve uma ata
. Redigindo uma ata
. Como escrever uma procuração
. Para que serve uma procuração
. Redigindo uma procuração
. Um modelo de procuração

Carta comercial, e-mail e requerimento
. Como escrever uma carta
. Para que serve uma carta
. O comunicado
. A carta de apresentação
. A mensagem de correio eletrônico
. Orientações para uma mensagem de correio eletrônico eficiente
. Quando não é recomendado usar o correio eletrônico
. Dicas para elaborar um requerimento

Fixação - Apoio Gramatical
. Fixação - erros e acertos
. Redundâncias e vícios- Apoio gramatical
. Ocorrência de crase
. Infinitivo flexionado e não flexionado
. Concordância nominal - casos práticos
. Algumas dificuldades gramaticais
. Algumas orientações ortográficas

Consultor responsável: Lucimar Rodrigues

Área: Secretariado
Especialização: Secretariado/Etiqueta
Mestre em Letras – Programa Filologia e Língua Portuguesa-USP
Especialista em Língua Portuguesa
Graduada em Letras – Português/Inglês
Consultora de Comunicação e Imagem
Ministra cursos e treinamentos de Comunicação Empresarial e Ética Profissional
Professora universitária das disciplinas Comunicação Empresarial, Português
Instrumental e Metodologia do Trabalho Científico
Informações e Inscrições

Investimento:R$ 850,00

Inclui - Coffe break, Almoço, Certificado, Material didático
Formas de Pagamento:
Boleto Bancário ou Depósito

Condições Gerais:
1. O local do curso poderá ser alterado para melhor adequação ao número de participantes.
2. Por motivos de força maior, outro consultor da área poderá ser designado para ministrar o treinamento.
3. A GSC Brasil se reserva o direito de adiar o evento caso não obtenha quorum para a data divulgada

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES

Aline Freitas
Consultora Comercial
GSC Brasil
(11) 2387-6473
(11) 6486-9124
aline.freitas@consultoriaemtreinamentos.com.br